Criando atividades pedagógicas para educação digital

Contexto

Existe um conjunto muito bom de materiais de formação de educadores na temática de educação digital disponível na internet, vale conferir na home da Pilares do Futuro vários deles. Queríamos dar um passo a mais e oferecer uma ferramenta que pudesse auxiliar qualquer professor ou professora a criar sua própria atividade. Ela também deveria ser capaz de dar conta de uma realidade de professores que precisam dar conta do conteúdo programático de suas disciplinas e que, muitas vezes, não contam com apoio para realização de projetos interdisciplinares.

 

Objetivos

Ao final da atividade, docentes participantes serão capazes de:

  • Associar conteúdos curriculares com temas técnicos e jurídicos de educação digital;
  • Conceber atividades pedagógicas a partir dessa associação e do conhecimento de métodos de ensino;
  • Trabalhar colaborativamente com colegas para desenvolver atividades interdisciplinares.

Recursos educativos

A atividade utiliza “Tabelas de Inspiração”, um produto criado no âmbito do Programa de Formação de Educadores em Direitos Humanos Digitais, assim como uma folha de tempestade de ideias (brainstorming) com duas partes: na frente, um espaço para que docentes coloquem os conteúdos curriculares que eles devem ministrar em seus cursos; no verso, um espaço para esboçar uma atividade, com tempos e descrição.

A folha de brainstorming pode ser encontrada disponível no link: https://cutt.ly/xhpWB8h

As “Tabelas de Inspiração” podem ser baixadas em qualquer um dos cursos que compõem o Programa de Formação de Educadores em Direitos Humanos Digitais, ao final, junto com sugestões de notas de ensino. Confira no link: https://cutt.ly/ghpW3SV

Um exemplo pode ser visto no link: https://cutt.ly/ChpW5h2 

Outros recursos eletrônicos podem ser utilizados na atividade como, por exemplo, lousa eletrônica.

Nas oficinas, fizemos a revisão por meio do aplicativo Socrative (https://www.socrative.com/), mas outros aplicativos servem ao mesmo propósito de questionário. Você pode verificar um aplicativo livre com os meus fins acessando o site: www.escolhalivre.org.br 

Metodologia

Introdução da dinâmica

5min – Apresentação do objetivo da dinâmica: formação de educadores para que se sintam empoderados a criarem suas próprias atividades, dentro de suas disciplinas e, preferencialmente, de maneira interdisciplinar – farão isso por meio de exercícios de associação

10min – Atividade de quebra-gelo e abertura para criativa: exercício de associação. Os participantes serão convidados a se apresentar e falar uma palavra que associam imediatamente com a palavra dita anteriormente (ex.: primeira pessoa fala “árvore”, segunda fala “maçã”, terceira fala “torta”…)

20min – Revisão, se necessário, do tema substantivo da formação. No caso das oficinas desenvolvidas, o tema foi direito à imagem, e a revisão foi realizada a partir da aplicação de um questionário por meio do aplicativo Socrative. O questionário continha 4 casos de uso correto ou incorreto de imagem, e os participantes tinham que responder. Os facilitadores revisavam as respostas mais problemáticas.

 

Desenvolvimento da dinâmica

60min – atividade de criação de dinâmicas baseadas no tema de fundo.

Instruções:

  • Divisão dos professores em grupos. Sugestão: divisão segundo as áreas da BNCC (linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas) ou segundo o nível (ensino infantil, fundamental I, fundamental II, médio) ou, ainda, segundo o ano;
  • Individualmente, cada participante tem cerca de 5 minutos para preencher a frente da folha de brainstorming com os tópicos de conteúdo da sua disciplina (ex.: logaritmos, funções parabólicas, derivadas etc.);
  • Entregar para cada grupo a Tabela de Inspiração referente ao tema da oficina (ex. Direito à Imagem). Fazer a seguinte explicação:

“Vocês estão recebendo uma Tabela de Inspiração. Este é um exercício de criatividade para criar atividades. Como? Por meio de conexões, associações. A Tabela funciona assim: vocês têm um conjunto de conteúdos a serem tratados nas disciplinas de vocês. Busquem conexões entre esse conteúdo, os termos técnicos e os termos jurídicos presentes na Tabela. Por exemplo: digamos que eu precise dar aula de logaritmo. Sabemos que a viralização segue uma curva exponencial. Eu posso conectar logaritmo ou funções exponenciais com viralização. Em seguida, posso conectar viralização com superexposição. Assim, posso ensinar logaritmo, superexposição e viralização em alguma atividade que lide com a quantidade de visualizações depois de 5 minutos que eu posto uma foto constrangedora de alguém!”

 

  • Coletivamente, o grupo escolherá uma pessoa para ser “o foco da atividade”, ou seja, a pessoa com quem e para quem o grupo está criando uma atividade. Ela é o foco.
  • Explicar que o objetivo é pensar uma atividade criativa e instrutiva que se encaixe nos conteúdos que a pessoa deve ministrar. Se “o foco” e o grupo sentirem que a atividade está “redonda”, a pessoa pode anotar um primeiro esboço de nota de ensino no verso da folha de brainstorming, descrevendo tempos e um passo a passo da atividade.
  • Ao finalizar uma atividade, se ainda houver tempo, o grupo pode escolher uma segunda pessoa para ser “o foco”. Em cada rodada os demais membros são “assistentes qualificados” que ajudam a pensar uma atividade participativa e criativa que lida com a questão de fundo no currículo escolar.

 

Encerramento da dinâmica

Sorteio de três grupos para apresentarem uma dinâmica aos demais participantes. Os facilitadores e demais colegas podem fazer comentários e sugestões para cada atividade. Uma forma de sorteio rápida e fácil é pela utilização do site ClassTools.net.

Número de aulas

A atividade foi executada em um encontro de 2 horas. É possível fazê-lo em 1h40 sem a revisão.

Resultados

Aplicamos a oficina três vezes, em três contextos diferentes (duas instituições privadas e uma pública). Nossa primeira observação é que o exercício realmente exige dos docentes uma habilidade e um exercício de criatividade que foi desafiador, até mesmo para as pessoas mais experientes. Porém, em pouco mais de 60 minutos as turmas foram capazes de bolar mais de 6 atividades envolvendo direito à imagem, algumas realmente participativas e inovadoras.

Por que recomenda?

Acreditamos que esse exercício, em conjunto com o material, pode empoderar docentes a inovarem e criarem dinâmicas. Vale ressaltar um ponto: esta estratégia foi concebida para que os professores incluam temas de educação digital em suas próprias disciplinas, dentro do currículo normal de um curso, e não apenas em atividades de contraturno ou programas transversais. Ainda que um ensino interdisciplinar e sem disciplinas seja a melhor estratégia de educação, ela não é a realidade da maioria dos docentes, que devem se ater a seus conteúdos curriculares. E isso é um dos grandes desafios a serem enfrentados por eles para trazer educação digital.

Adaptação/recriação

A prática é inédita e não temos conhecimento de outra dinâmica de criatividade semelhante. No âmbito do Programa de Formação de Educadores em Direitos Humanos Digitais, conduzido pela FGV DIREITO SP e pelo NIC.br, sob coordenação de Kelli Angelini e Marina Feferbaum, aplicamos em oficinas com docentes de escolas uma rápida atividade destinada a inspirar a criação de atividades pedagógicas voltadas para a educação digital. A atividade é simples, mas se mostrou um exercício muito desafiador de criatividade até para docentes experientes.

Referências

Cursos de formação que podem servir para preparação:

Programa de Formação de Educadores em Direitos Humanos Digitais, da FGV Direito SP com o NIC.br: https://cursoseventos.nic.br/curso/programa-formacao-docente-em-direitos-humanos-digitais-fgv-nicbr/

Curso Filhos Conectados, do NIC.br: https://cursoseventos.nic.br/curso/curso-online-filhos-conectados/

Curso Educando para boas escolhas on-line, da SaferNet Brasil: http://ead.safernet.org.br/

Curso Seja Incrível na Internet, do Google Brasil: https://beinternetawesome.withgoogle.com/pt-br_br/educadores

Curso Educamídia, do Instituto Palavra Aberta: https://educamidia.org.br/

 

Imagens

As imagens e vídeos indicados nesta prática não estão sob licença CC BY NC, caso queira reutilizá-los, entre em contato com o autor da prática pelo comentário.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo EducaDigital Nic.br Catedra Unesco